Teoria das Inteligências Múltiplas

Resenha : A Teoria das Inteligências Múltiplas e suas Implicações para Educação
Maria Clara S. Salgado Gama


O primeiro teste de inteligência foi criado por Alfredo Binet a pedido das autoridades francesas, no início do século XX, para prever quais crianças teriam êxito nos liceus parisienses. O teste buscava medir as habilidades das crianças nas áreas verbal e lógica que eram enfatizadas pelos currículos dos liceus, sobretudo a linguagem e da matemática.
O psicólogo Howard Gardner baseou-se nessas pesquisas para questionar a tradicional visão da inteligência. Segundo ele, todos os indivíduos normais são capazes de uma atuação em pelo menos sete diferentes áreas intelectuais. Gardner define a inteligência como “a habilidade para resolver problemas ou criar produtos que sejam significativos em um ou mais ambientes culturais”.
A Teoria das Inteligências Múltiplas, de Howard Gardner (1985) é uma alternativa para o conceito de inteligência como capacidade inata, que permite uma performance, em qualquer área de atuação, com maior ou menor intensidade. Ele identificou as inteligências lingüística, lógico-matemática, espacial, musical, cinestésica, interpessoal e intrapessoal. Tais comperências são relativamente independentes e possuem processos cognitivos próprios. Ele diz que os seres humanos possuem graus variados de cada uma das inteligências e maneira diferente de combinação para resolver problemas e criar produtos. Mesmo com certa independência umas das outras, as inteligências raramente funcionam isoladamente.
Inteligência Lingüística – Sensibilidade para sons, ritmos e significados das palavras, além de uma sensível percepção das diferentes funções da linguagem. É a habilidade do uso da linguagem para convencer, agradar, estimular ou transmitir idéias.
Inteligência Musical – Habilidade para apreciar, compor ou reproduzir uma peça musical, sensibilidade para perceber temas musicais, ritmos, timbre e reprodução de música.
Inteligência Lógico-Matemática – Sensibilidade para padrões, ordem e sistematização, habilidade para lidar com séries de raciocínio, para reconhecer problemas e resolvê-los.
Inteligência Espacial – Capacidade para perceber o mundo visual e espacial de forma precisa, manipular formas ou objetos mentalmente e a partir das percepções criar tensão, equilíbrio e composição numa representação visual ou espacial.
Inteligência Cinestésica – Habilidade para resolver problemas ou criar produtos através do uso de parte ou de todo o corpo, usar a coordenação em esportes e artes, controle dos movimentos.
Inteligência Interpessoal – Habilidade para entender e responder adequadamente a humores, temperamentos, motivações e desejos de outras pessoas.
Inteligência Intrapessoal – É a habilidade de ter acesso aos próprios sentimentos, sonhos e idéias, para descriminá-los e lançar mão deles na solução de problemas pessoais.
O texto traz o interessante estudo da teoria das inteligências múltiplas, que critica a base da educação formal que visa valorizar apenas as aptidões matemáticas e verbais. A teoria abre o caminho para uma necessidade da reformulação dessa educação, tomando como base as inteligências desenvolvidas por cada um, não restringindo o desenvolvimento da mesma

0 comentários:

Postar um comentário

Visitantes online

Já passaram por aqui...

Seguidores

Em Seattle...

Click for Seattle, Washington Forecast

Em Recife...

Click for Recife, Brasil Forecast